Home Governo de Portugal DGPC Home UNESCO
English Version

Fontes e Bibliografia do mosteiro da Batalha

Apresentação

O lugar que o Mosteiro da Batalha ocupa na história, na arte e no património portugueses e europeus justifica, por si só, a compilação sistemática das fontes históricas e científicas que lhe dizem respeito. Junta-se a este estímulo o avolumar de estudos a que temos assistido de há aproximadamente trinta anos a esta parte. Ao longo do tempo, monografias do monumento e catálogos de exposições, têm procurado oferecer ao leitor listas bibliográficas, tanto quanto possível, completas. Relativamente às fontes de arquivo, temos a felicidade de uma grande parte da documentação conhecida ter sido já publicada por Saul António Gomes, com o rigor de leitura e transcrição paleográfica que os historiadores unanimemente lhe reconhecem.

 

Com a definição do território do Mosteiro coincide o aparecimento da vila da Vitória, hoje Batalha, e um pouco mais adiante do concelho e da paróquia. A compilação a que procedemos tem em conta esta realidade: não pretendendo ser um guia para a história e o património da vila, leva-os em linha de conta sempre que exista um vínculo ao Mosteiro.

 

Ao Doutor Saul António Gomes agradecemos o precioso contributo relativo às fontes manuscritas, dentro da categoria “Fontes, bibliografias e recensões críticas”.

 

Gratos estamos, do mesmo modo, aos muitos colegas que dispuseram generosamente do seu tempo para rever e completar este trabalho:

- Doutores Catarina Fernandes Barreira, Florindo José Mendes Gaspar, Hugo Filipe Pinheiro Rodrigues, Jean-Marie Guillouët, Jessica Barker, Joana Ramôa de Melo, José Custódio Vieira da Silva, Márcia Gomes Vilarigues, Maria Adelaide Miranda, Maria João Pereira Coutinho, Maria João Vilhena de Carvalho, Miguel Metelo de Seixas, Saul António Gomes, Sílvia Ferreira, Virgolino Jorge, Teresa Leonor M. Vale; Drs. Ana Paula Braz Abrantes, Begoña Farré-Torras, Cláudio A. Guiomar de Oliveira, João Portugal, Maria da Luz Moreira.

 

A listagem de documentos impressos e electrónicos segue a Norma Portuguesa, NP 405-1 e NP 405-3 para os primeiros e NP 405-4 para os segundos. Omitiu-se a referência de ISBN E ISSN. Adicionalmente são indicados eventuais títulos paralelos (noutras línguas, além do português) e as seguintes informações locais:

 

Suporte documental original | Disponibilidade no Centro de Informação e Documentação do Mosteiro da Batalha – CID/MB (tipo de suporte) | Fundo documental | Indicação de publicação de tese ou de relatório interno

 

Nos casos em que o CID/MB não dispõe da publicação enunciada, as informações locais estão assinaladas a letra vermelha.

 

Siglas dos fundos documentais:

AHMB- Arquivo Histórico do Mosteiro da Batalha

FMB- Fundo do Mosteiro

FPR- Fundo Particular

GT- Gabinete Técnico

 

Abaixo das informações locais, é fornecida, sempre que exista, a hiperligação para a publicação correspondente.

 

Nas fontes narrativas (dentro da categoria “Fontes, bibliografias e recensões críticas”) incluímos crónicas e memórias. Delas excluímos a literatura de viagens que está arrumada à parte, na categoria “Literatura”.

 

As categorias escolhidas são discutíveis. No domínio artístico, por exemplo, a classificação pode ser mais ou menos abrangente, daí resultando sobreposições. Assim, por exemplo, sob a categoria “retábulos”, os quais podem incluir cantaria, talha, escultura e pintura, aparecem os estudos que consideram esta manifestação organicamente, ao passo que peças suas, isoladas, podem ser objecto de estudos reunidos sob as categorias “talha”, “escultura” ou “pintura”.

 

São contempladas todas as obras publicadas referentes a cada assunto, incluindo trabalhos de divulgação como guias e roteiros. De igual modo, elencam-se as várias edições de um mesmo artigo. No caso de monografias com mais do que uma edição, indica-se a primeira, nas informações normalizadas, e a que possa existir no CID/MB, nas informações locais.

Antecedentes

-Arquitetura

Azulejo

Biografia

Cerâmica e Vidro

Conservação e Restauro

Cultura, Espiritualidade e Liturgia

Economia, Sociedade e Instituições

Epigrafia

Escultura

Estaleiro, Materiais de Construção

Fontes, Bibliografias e Recensões Críticas

Grafitos

Heráldica

História do Restauro do Edifício

Iconografia e Iconologia

Intervenções na Arquitetura, Musealização e Gestão

Jogos

Literatura

Livro

Ourivesaria, Artes dos Metais e Paramentos

Pintura e Desenho

Receção Artística no Século XVIII e XIX

Relógios e Sinos

Retábulos

Sistema Hidraúlico

Talha e Mobiliário

Território e Paisagem

Uso do Espaço

Vitral 

rss